17/03/2010

Poesia: "Eu, que falo cantando"

Eu, que falo cantando

Eu canto e conto histórias.
Eu canto e me encanto com a vida.
Não nego que tenho defeitos, mas,
Vou do meu jeito, não tenho saída.

Eu vivo no meu dia-a-dia
Compondo, fazendo canção.
O mundo vejo em melodia,
Escuto e canto a voz do coração.

Eu tenho minha identidade.
Prefiro falar da verdade.
Mantendo minha vontade
De lutar por toda liberdade!

Eu sei que sei desagradar.
Nem sempre é fácil calar.
Eu canto o que os outros querem falar.
Agradeço os dons que Deus me dá.

Eu gosto de ser diferente.
Sou gente, e gente decente.
“Na minha” eu vivo e não vivo à toa.
E eu sei que eu sou “gente boa”.

Eu falo da minha pessoa
E de outras pessoas também.
Cantando falo de gente, de povo,
De bicho, de mato, de paz e de bem.

Cantando, falo da noite, da lua,
De Cristo, de guerra, do chão e do trem.
Cantando, falo do amor, da justiça.
Eu rio, eu choro.
E assim, vivo bem!

Um comentário:

  1. Nossa... super bom!!
    Você tem talento. Vai longe que te sigo...
    Abraços

    ResponderExcluir